II CONEAB | GRUPO DE TRABALHO 3: Diálogos Afro-Ibero-Americanos em Literatura e Cultura

Coordenadores: Jurema Oliveira (UFES) e Amarino Queiroz (UFRN)

Resumo: Os estudos africanistas realizados no Brasil encontram algumas lacunas no que diz respeito ao registro e à apreciação dos fenômenos literários e culturais temáticos produzidos na antiga África de colonização ibérica e sua diáspora nas Américas. As tentativas de fortalecimento de um diálogo Sul-Sul cada vez mais afinado com demandas e particularidades literárias e culturais afro-ibero-americanas se colocam, portanto, como um desafio crescente e uma necessidade também sob a perspectiva da crítica acadêmica brasileira na área de Letras. Neste sentido, o presente grupo de trabalho pretende ampliar o debate iniciado em torno da questão, trazendo maior visibilidade para autoras e autores cujas produções em línguas portuguesa e espanhola estejam compreendidas no espaço que aqui identificaremos como afro-ibero-americano. Para tanto, serão recortadas representações literárias e culturais negras nas literaturas e culturas afro-ibéricas, evidenciando ainda o protagonismo autoral de algumas de suas vozes africanas e afro-diaspóricas.
Palavras-chave: África; América; Diáspora.


Sobre os(as) coordenadores(as) do GT:

Profª. Drª. Jurema José de Oliveira

Profª. Drª. Jurema José de Oliveira

Possui graduação em Licenciatura Plena pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), Bacharel em Letras Português/Literaturas pela Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), Mestrado em Literatura Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), Doutorado em Letras pela Universidade Federal Fluminense (2005), Pós-doutorado pela Universidade Federal Fluminense – UFF (2008). Professora da Universidade Federal do Espírito Santo – Ufes, Pesquisadora da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo – Programa Primeiros Projetos / PPP intitulado “A angolanidade e a moçambicanidade em questão”(2011/2 a 2014), Autora dos seguintes livros: Violência e violação: uma leitura triangular do autoritarismo em três narrativas contemporâneas luso-afro-brasileiras (Luanda: UEA, 2007); O espaço do oprimido nas literaturas de língua portuguesa do século XX: Graciliano Ramos, Alves Redol e Castro Soromenho (Luanda:UEA, 2008); No limite entre a memória e a história: a poesia (Luanda: UEA, 2009); Literatura Portuguesa: moderna e contemporânea (Curitiba: IESDE, 2010); No limite entre a memória e a história: a poesia (Vitória: Edufes, 2011); Africanidades e Brasilidades: Culturas e Territorialidades (Org.) (Rio de Janeiro: Dialogarts, 2015); Africanidades e Brasilidades: Ensino, Pesquisa e Crítica (Org.) (Vitória: Edufes, 2015); Realismo -maravilhoso e animismo entre griots e djidius: narrativas e canções nos países de língua oficial portuguesa (Org.) (Rio de Janeiro: Dialogarts, 20015). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, Portuguesa Contemporânea, Africanas de Língua Portuguesa, autora de artigos publicados em revistas científicas, atuando principalmente nos seguintes temas: história, memória, crítica literária, tradição oral e ancestralidade. Atualmente é pesquisadora da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo – FAPES com o Projeto Integrado de Pesquisa intitulado As Marcas da Ancestralidade e Suas Configurações em Narrativas de Autores Africanos de Língua Portuguesa e Brasileiros (2014). Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisa Africanidades e Brasilidades – NAFRICAB/Ufes. (Texto informado pelo autor)

Prof. Dr. Amarino Oliveira de Queiroz

Prof. Dr. Amarino Oliveira de Queiroz

Bacharel em Letras (Universidade Federal da Bahia). Mestre em Literatura e Diversidade Cultural (Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia). Doutor em Letras (Universidade Federal de Pernambuco). Pós-doutorando junto ao Programa de Pós-graduação em Literatura e Cultura (Universidade Federal da Bahia). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Departamento de Letras, campus de Currais Novos. Tem experiência nas áreas de Literaturas e Culturas Hispânicas, Literaturas e Culturas Africanas, Literatura e Cultura Brasileira e Língua Espanhola. Na UFRN é membro das bases de pesquisa Literatura e Sociedade e Estudos Hispânicos. Na Universidade Federal do Espírito Santo, campus das Goiabeiras – Vitória, é membro do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Africanidades e Brasilidades – NAFRICAB. (Texto informado pelo autor)


 

Anúncios
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.